Negócios em Movimento - por Cielo
Negócios em Movimento - por Cielo
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Inteligência Artificial e Varejo: o que podemos concluir pós NRF 2024

7 pensamentos sobre o varejo da Era da IA - Direto do maior evento de varejo do mundo.
Carlos Alves
jan. 18 - 2 min de leitura
000

Olá, Comunidade!

Sou Carlos Alves, Vice-presidente de Tecnologia e Negócios da Cielo e vim aqui trazer alguns insights da NRF (National Retail Federation) Big Show, maior evento de varejo do mundo.

Com mais de 800 expositores e 180 palestrantes e pude observar que há de mais tecnológico e imperdível no mundo do varejo. E, claro, todos os anos surgem muitas novidades! Mas sempre existem temas recorrentes, que continuam em alta com suas atualizações.

O destaque desse ano foi Inteligência Artificial (IA) - mas, afinal, essa tecnologia está dando certo?

Essa é uma das perguntas que decidi explorar, participando de debates e palestras que destrincharam o assunto.


Com essa experiência, pude observar:

A Inteligência Artificial está, sim, em alta para 2024

O ano de 2024 poderá vir a ser conhecido como o primeiro ano da Era da Inteligência Artificial no varejo. A aplicação da IA está evoluindo cada vez mais, principalmente auxiliando em temas como experiência do cliente, análise de comportamento e fidelização. Mas, claro, sempre precisamos estar atentos ao tema e ao mercado, por sua característica extremante volátil.


Com tanta tecnologia, o que sobra do varejo físico?

Tirando um pouquinho o foco do ambiente online, também vi muitas discussões (e provocações) sobre o varejo em seu ambiente físico. Aliás, com tanta tecnologia, houve muitas apostas de que o físico deixaria de existir, o que podemos ver que não aconteceu e não acontecerá tão cedo.

Hoje, o que os consumidores buscam nas lojas? Durante o painel na NRF, a maior resposta era composta por aspectos funcionais, como preço e proximidade. 

Algo estranho vêm acontecendo, percebem? As lojas vêm se tornando cada vez mais funcionais para agradar os clientes e proporcionar a melhor experiência. Mas, se os clientes mesmo assim só ficam nas lojas por causa do que elas vêm entregando cada vez menos, essa conta não fecha.


Essas são apenas algumas ideias que podemos extrair desse grandioso evento, que continua nos possibilitando a troca de diálogo, provocações inovadoras e muitas, muitas ideias para levar nossos negócios cada vez mais longe.

Além desses pontos citados, escrevi um artigo exclusivo com muitos outros insights sobre esses temas! Clique aqui para acessar o artigo e aproveitar, junto comigo, todo esse aprendizado. 


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você